Destaques
LIteratura Infantil
Vote em nós
Resenhas
Quando eu li…
  • Quando eu li

    Quando eu li Milan Kundera

    26 de agosto de 2016
    0
    Quando li Milan Kundera pela primeira vez, eu estava perto de completar trinta anos e era professora no curso de História de uma cidade do interior. Comecei pelo livro mais óbvio: A insustentável leveza do ser. Havia ouvido falar que era um romance histórico sobre a Primavera de Praga e a tomada dos tanques russos. Na verdade, não é nada disso isso, embora esse fundo histórico seja parte do enredo. É um romance sobre o acaso e o destino. Afinal, seria a existência resultado de um conjunto de aleatoriedades ou ela viria carregada de um sentido prévio, que determina...
Entrevistas

Pensamentos Imperfeitos

Leitura do mês
Contos
Video-Publieditorial

Agenda | Divulgação

Crônicas
Conversa com o editor
Poesia
Crítica Literária
  • Matéria

    3 perguntas (hipotéticas) para Raduan Nassar

    22 de agosto de 2016
    0
      Por que abandonou a literatura? Não abandonei. A literatura é um gesto pensado para, depois da inércia, continuar como intenção. Toda a minha obra, pouca, é uma intenção de parar. De dizer o que foi dito e não abrir mais peripécia para palavra alguma. O escritor é também suas renúncias, desde que escolha conscientemente o que dizer e o que calar. Olha, depois de germinar, de fazer brotar, de cuidar dessas ramagens, achei por bem que queria ver isso na sua versão brutal, e fui cuidar da agricultura. De remanejar o dito cotidiano de uma fazenda. Sítio, como...