Destaques
LIteratura Infantil
Vote em nós
Resenhas
Quando eu li…
  • Quando eu liSem categoria

    Quando eu li Marcel Proust

    28 de outubro de 2016
    0
    O propósito desta coluna é escrever sobre o autor que primeiro tocou afetivamente seu leitor, para dividir com ele suas impressões sobre o escritor em questão. Hoje vou falar de Marcel Proust abrindo uma exceção: Proust não foi minha primeira paixão literária, mas depois que comecei a ler Em busca do tempo perdido, sua recherche, percebi que estava num divisor de águas. Vivian antes de Proust – e, por fim, Vivian depois de Proust, não há dúvidas. Nasceu em mim uma nova forma de ler, analisar e vivenciar a literatura desde que cheguei à última frase da recherche, a...
Entrevistas

Pensamentos Imperfeitos

Leitura do mês
Contos
Video-Publieditorial

Agenda | Divulgação

Crônicas
Conversa com o editor
Poesia
Crítica Literária
  • Crítica Literária

    O signo barthesiano

    24 de fevereiro de 2017
    0
    Em O Signo, capítulo do Elementos de Semiologia, Barthes explora, além do próprio signo, o significado e a significação, encerrando, ainda, com o valor. A partir das noções de Saussure, o semiólogo francês traça paralelos com as ideias de Peirce, Hegel, Jung e Wallon, além de importar alguns conceitos de Hjelmslev e Lacan, para reelaborar o pensamento geral sobre os signos, partindo da Linguística para chegar à Semiologia. Já de saída, o autor menciona o significado e o significante como componentes do signo na concepção de Saussure. A distância de Barthes para a publicação do CLG, contudo, dá lastro...