Roberto Menezes

É paraibano. Nasceu em 1978. É professor da Universidade Federal da Paraíba. Faz parte do Clube do Conto da Paraíba. Tem sete livros publicados: “Pirilampos Cegos” (romance), “O Gosto Amargo de Qualquer Coisa” (romance), “Despoemas” (contos) e “Julho é um bom mês pra morrer” (romance) e “Palavras que devoram lágrimas” (romance), "Conversa de Jardim", de coautoria com Maria Valéria Rezende e “Trago Comigo as Dores de Todos os Homens” (romance).
  • 18 de agosto de 2016

    De quando li a bíblia

  • 14 de julho de 2016

    Com as outras vai Maria

  • 10 de junho de 2016

    Sexta-feira

  • 12 de maio de 2016

    O (fuzi)lamento do poeta

  • 14 de abril de 2016

    Sombras na caverna

  • 10 de março de 2016

    O Cachorro Doido

  • 11 de fevereiro de 2016

    Da poesia e da merda

  • 14 de janeiro de 2016

    De quando me afoguei

  • 17 de dezembro de 2015

    Quem daqui conheceu o pedreiro Pedro?

  • 23 de outubro de 2015

    O fim da revisão ou o último beijo ou nadando em clichês

  • 15 de outubro de 2015

    Em professor não se bate nem com uma flor