A poesia de Renato Negrão

por Nathan Matos

Renato Negrão, nasceu e reside em Belo Horizonte,é poeta e compositor, artista visual e arte educador.Autor de Vicente Viciado, Ed. Rótula/2012 e outros cinco livros de poemas. Utiliza aspectos da comunicação poética e estratégias da arte contemporânea como legado pedagógico para a educação, recebendo por este trabalho o prêmio Itaú Rumos educação, cultura e arte 2008/2010. Realiza Performances poéticas pelo Brasil ecompõe canções com nomes da cena musical nacional. Em 2014 foi integrou a curadoria do Circuito Literário Praça da Liberdade em Belo Horizonte.

programa

 

nosso amor      é metaesquema
nosso amor      é bólide
nosso amor      é tropicália
nosso amor      é a arquitetura da favela

nosso amor      é cosmo-coca
nosso amor      é suprasensorial
nosso amor      é navilouca
nosso amor      é parangolé

nosso amor      é núcleo
nosso amor      é subterrânia
nosso amor      é delírio ambulatório
nosso amor      é relevo espacial bilateral

nosso amor      é programa
nosso amor      é experimental
nosso amor      é penetrável
nosso amor      é nova objetividade

para hélio oiticica

 

*
não se
enxerga
só se

 

*
COISINHA
temos aqui
muito categoricamente
aquilo que podemos relacionar
acerca das nomeações
inomináveis
inumeráveis
nomeações
sendo
para o momento
necessário somente a menção
daquele que bate
uma punhetinha todo dia
e é chamado securinha
considerado normal
podendo
se mamãe descobrir
e se o vizinho psiquiatra intuir
ser chamado
de transtorninho compulsivozinho punhetil
há porém aqueles
que batem uma punhetinha louquinha
agachado sobre cenourinha
e pode ser chamado de transtorno
compulsivozinho punhetil leguminal
outro comportamento avaliado
é o transtorno
da simulação de que caiu
na teia do homem aranha
travou luta e resignou-se
ao estupro do super herói
chamado transtorno de resignação
sexual ambígua ao herói aranha
O transtorno da ninfa selvagem
deglutidora de garotas virgens
sobre camas de alfaces
é outro dado que se pode avaliar
estudar comportamento semelhante
mas de produto variante
a de casais que dormem sobre fatias de bacon
transtorno do exibicionista que ejacula pela janela
transtorno da vovó que transa de gravata
transtorno que quem transa somente no dia trinta
transtorno de quem transa somente nos anos bissextos
transtorno de quem nunca foi além do papai-mamãe
transtorno de quem acha que só se pode
transar de noite e no escuro
transtorno disso
transtorno daquilo
transtorno este
transtorno aquele

 

Categorias
Poesia

Perfil adminstrativo.
Sem comentários

Deixe uma resposta

TOPBLOG

ARTIGOS RELACIONADOS